Seja bem-vindo a Fádua Sleiman

8:00 AM - 19:00 PM

Seg. a Sexta

Quando o assunto é mulher…
23 de abril de 2021

Quando o assunto é mulher…

Conheça esta especialista, a palestrante Fádua Sleiman, que é orientadora para mulheres no setor profissional e autora do livro “Marketing do B.A.T.O.M”.

Formada em Fisioterapia, pós-graduada em Administração e Marketing, Finanças e Economia, a palestrante é colunista, autora de artigos publicados na mídia impressa de todo país, apresentadora de TV e consultora no programa “Mulheres” da TV Gazeta.

Por Renata Dias

1)Mulheres de Sucesso: Conte-nos um pouquinho de sua vida…?
Fádua Sleiman: Desde pequena era incentivada pelos meus pais, que eram grandes comerciantes na área de secos e molhados, a ajudá-los a atender os “fregueses” quando estava de férias de um dos colégios mais caros na época, pois as moças deveriam ser bem criadas para um bom casamento. Mas tomei “gosto” pelo comércio, principalmente por saber que poderia ganhar dinheiro e ser dona do meu próprio negócio. Após três anos ministrando aulas particulares, o número de 70 alunos que possuía era o equivalente ao de uma escola normal e sentia que era hora de crescer. Minha mãe cedeu um imóvel e com apenas US$ 5 mil comprei a mobília, pintei a escola e adquiri uma franquia de escola de idiomas nada conhecida na época, a Wizard. A aceitação no mercado foi sensacional. Há vinte anos, sem ainda conhecer o termo, havia descoberto o networking. Assim a divulgação da escola foi a custo quase zero e em duas semanas matriculei cento e cinquenta novos alunos.

2) MS: Qual foi o seu diferencial para obter sucesso com a escola de idiomas?
Fádua: Estudar, ler, participar de worshops e cursos me tornou uma pessoa aberta ao trabalho de equipe e me fez estar sempre a frente dos concorrentes, principalmente por dominar cinco idiomas. Credito o sucesso principalmente ao investimento em marketing e a busca de constantes novos produtos e ideias. Após 16 anos, houve aumento de 100% de escolas de idiomas concorrentes e todas as estratégias de marketing, endomarketing e publicidades utilizadas não impulsionaram o aumento de alunos na mesma proporção. Tivemos que reduzir funcionários, custos e a nossa margem de lucro. O conceito de escola de idiomas neste formato de franchising estava obsoleto e deixou de ser um bom investimento.

3) MS: A escola de idiomas passou a ser pouco rentável. Qual era o investimento certo neste momento para alavancar a sua carreira? E qual foi o resultado?
Fádua: O investimento certo foi conhecimento e informação. Meu dom em ensinar deveria ser posto em prática visto que nos últimos 20 anos viajei o Brasil como diretora de marketing da rede Wizard fazendo palestras para os parceiros e também para alunos de universidades e funcionários das empresas. Vendi a bandeira da escola, analisei qual seria o foco para abordar e o que me daria prazer em trabalhar. Então entendi que o foco do momento era: mundo corporativo feminino. Montei um pequeno escritório, busquei parceiros para agenciar as palestras, contratei uma assessoria de comunicação e eu, pessoalmente, contatava programas de TV, encaminhava textos para revistas e jornais, visitava todas as feiras e congressos possíveis, para “falar bem de mim mesma”. Quando fui pela primeira vez ao programa Mulheres da TV Gazeta pedi a um amigo gerente das Casas Bahia da região do Alto Tietê que mantivesse todos os televisores das lojas ligados no momento em que estaria no ar. Foi um sucesso. Atualmente realizo cinco palestras no mês com valor de R$ 5 mil cada uma. Em duas palestras ganho mais do que com a escola.

4)MS: A pergunta que não quer calar: O que é “Marketing do B.A.T.O.M”?
Fádua: B.A.T.O.M

Batalha,
Assertividade
Testosterona
Orientação profissional
Marketing de guerrilha.

Além da regra B.A.T.O.M, comprometimento , garra e atitude é a receita para o sucesso feminino. Lancei o desafio mulher b.a.t.o.m que são as características das quais a mulher deve ter para ser bem sucedida no mercado.

5) MS:Qual foi o seu maior desafio no mundo dos negócios?
Fádua: O meu maior desafio e o de todas as mulheres é brigar contra o machismo. Mostrar o meu trabalho para o mundo masculino e feminino levá-los a acreditar no nosso potencial, provar do que somos capazes através de resultados. Não somos capacitadas apenas para o trabalho social, precisamos ter consciência de que a mulher também está voltada para o mundo corporativo. O maior desafio de todas as mulheres é chegar ao topo, não só de empresas, mas do governo também.

6) MS:Qual é o seu objetivo de carreira?
Fádua: No mercado competitivo a mulher muitas vezes é vista ainda como aquela que não sabe ser uma empresária ou ter sucesso no trabalho, entretanto, com a ideia de colaborar com a mulher no mercado, elaborei o curso de Empreendedorismo Feminino Corporativo, onde ensino as mulheres sobre temas como finanças, marketing, plano de negócios, meio ambiente, assim como orientação profissional para quem tem ou deseja uma carreira executiva. A cada dia temos que ser guerreiras para conseguir desenvolver a carreira e os negócios. O meu objetivo é fazer com que as mulheres, não somente as diretoras de grandes empresas, mas também aquelas que tem seu próprio negócio, usem estratégias de segunda a domingo para terem sucesso, além de ter sempre uma arma de guerrilha para crescer.

7) MS: Você se considera uma mulher de sucesso?
Fádua: Sim, eu me considero uma mulher de sucesso. Eu sou privilegiada, pois meus pais eram grandes comerciantes e tive a oportunidade de estudar em um excelente colégio, além de aprender em meu círculo familiar línguas estrangeiras como o árabe e o francês. Porém, nunca fiquei parada e batalhei para multiplicar o dinheiro da família, acreditei que era capaz. Considero-me uma pessoa extremamente criativa, pois para mim isso move o crescimento. Cada filme que assisto, cada lugar que vou tenho sempre uma ideia nova, um novo projeto! Hoje ainda batalho para mostrar o meu trabalho e, consequentemente, obter reconhecimento nacional.

Fonte: Mulheres de Sucesso

Compartilhar:

Arquivos

Arquivos

Nosso Whats